domingo, 8 de fevereiro de 2009

a DOM KALLUS, Dono de nossas madrugadas

Todas as madrugadas pertencem ao meu Dono, assim como as noites, tardes e manhãs... mas é no silêncio da madrugada q eu cresço, reflito, penso e aprendo... no silêncio da madrugada... dando voltas nos meus pensamentos, consigo entender tudo q me diz, tudo q faz e tudo q espera de mim... a cada dia aprendo um pouco... e sempre percebo q é preciso crescer mais...
No silêncio da madrugada meu coração O encontra... e amanheço sempre com algo novo prá Lhe dizer... no meu silêncio... no meu coração silêncioso esse amor servil cresce e se fortalece... e Ele q sabe cuidar tão bem de suas escravas, sempre semeia coisas novas... Ele poda, rega (rsrsrs), aduba, cuida... e colhe de nós todas as manhãs desejos novos q brotaram... e com zelo, autoridade e cuidado, continua a semear...

Sempre fui apaixonada por essa música, especialmente agora, que minhas madrugadas tem destino certo... ela faz todo sentido prá mim...

SEM PALAVRAS
(Marlon e Maicon)
Olho pra você sorrindo
E faltam palavras pra dizer
Que eu tenho um amor tão lindo
E está guardado pra você
Perto de você eu fico
Feito uma criança sem saber
Como te falar do amor que eu sinto
Que ele está guardado pra você
Eu passo a noite mergulhado na agonia
Buscando versos ou maneiras de dizer
Uma palavra uma imagem ou melodia
a mais bela poesia, que eu procuro pra você
E a passarada numa doce melodia
Na revoada anunciando o amanhecer
E a natureza na mais bela poesia
Me mostrando o que eu queria
encontrar pra te dizer

2 comentários: